boobox

domingo, 3 de outubro de 2010

Bebê prematuro é salvo por saco de sanduíche

Lexi Lacey nasceu com cinco meses e meio. Ela pesava menos que um quilo e os médicos  disseram que ela tinha apenas cerca de 10% de chance de sobreviver. Como ela foi salva? Com uma embalagem de sanduíche da lanchonete do hospital.
Lógico que o plástico ainda não havia sido usado, por isso serviu perfeitamente ao propósito de manter a temperatura do bebê. Quando uma criança prematura nasce a principal preocupação é mantê-la quente, já que seu corpo não tem gordura suficiente manter calor suficiente por conta própria.
Normalmente isso é feito pelas encubadoras. Mas as encubadoras do hospital em que Lexi nasceu, o Worcestershire Royal Hospital, só conseguem acomodar bebês nascidos com mais de sete meses de gestação. Como não havia tempo suficiente para transferir o bebê os médicos precisaram pensar rápido e improvisaram com a embalagem de sanduíche.
O saco plástico tinha 15 centímetros, ideal para o corpo pequenino de Lexi, e conseguiu mantê-la viva até ela estar forte o suficiente para ser transferida para outro hospital, mais preparado.
Depois de 11 semanas se recuperando, no dia 3 de setembro, Lexi pôde ir para a casa com seus pais.
Fonte: http://hypescience.com/bebe-prematuro-e-salvo-por-embalagem-de-sanduiche/

Nenhum comentário: