boobox

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Mulher passa dois anos sentada em privada

A polícia dos EUA analisa a possibilidade de acusar formalmente o namorado de uma americana de 35 anos que passou grande parte dos últimos dois anos sentada em um vaso sanitário. O homem só chamou a polícia depois que a mulher ficou presa no banheiro.De acordo com o jornal "Daily News", a pele da mulher --identificada como Pam Babcock-- grudou na privada devido ao extenso período de tempo que ela passou sentada nela.Segundo o xerife do Condado de Ness, Bryan Whipple, a mulher se recusou inicialmente a buscar atendimento médico de urgência, mas foi convencida pela polícia a ir a um hospital."Nós soltamos a tampa do vaso usando um pé-de-cabra e ela foi levada ao hospital junto com a tampa grudada na pele, onde ela foi retirada", disse Whipple, de acordo com o jornal.Segundo o xerife, investigadores devem entregar um inquérito à Justiça, que determinará se será apresentada uma acusação formal contra o namorado, Kory McFarren, 36.Ele disse à polícia que dava água e comida a Babcock e pedia a ela que saísse do banheiro."A resposta dela era sempre: 'Talvez amanhã'", disse Whipple. "Segundo ele, ela não queria sair do banheiro". McFarren disse à Associated Press que não poderia ser responsabilizado pelo ocorrido. "Ela é adulta, e tomou sua própria decisão. Eu deveria ter procurado ajuda antes, admito. Mas, depois de um certo tempo, você de certa forma se acostuma", afirmouAutoridades afirmam que Babcock passou os dois últimos anos no banheiro, McFarren diz não ter certeza de quanto tempo ela passou sentada no vaso sanitário. "Um dia, ela entrou no banheiro e ficou lá por um tempo. No dia seguinte, ficou um pouco mais. Depois, ela se convenceu de que ficaria ali, era um lugar seguro para ela", disse o namorado.
Segundo McFarren, ela sofria de uma fobia devido a maus tratos sofridos na infância.Dono de uma loja de antiguidades, ele diz que cuida de Babcock há 16 anos, tempo em que moram juntos.
McFarren chamou a polícia em 27 de fevereiro, dizendo que "havia algo errado" com sua namorada.A polícia encontrou Babcock sentada no vaso, com as calças abaixadas. Ela estava "desorientada" e suas pernas pareciam atrofiadas, de acordo com Whipple."Ela disse que não precisava de ajuda, que estava bem e não queria sair de lá", disse o xerife.Ela foi encaminhada a um hospital em Wichita, a 150 km de Ness.Segundo Whipple, ela se recusou a cooperar com as equipes médicas e com policiais.McFarren afirmou que a namorada sofre de uma infecção nas pernas que danificou seus nervos, e que ela não sente as pernas. Ela pode ter que usar uma cadeira de rodas.Autoridades não sabem ao certo se ela sofre de alguma doença mental

Nenhum comentário: