boobox

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aperitivos estranhos

Chocolate de alho

Takko Shouji é um fabricante que exalta as qualidades de seu produto: eleva os níveis de energia durante o dia e, em pouco tempo, regula metabolismos digestivos com problema. De que se trata? É o chocolate de alho. Exatamente: colhem um tipo de alho escuro, fermentam e moem o produto e acondicionam em formato de flor (olha aí uma boa pedida para o dia dos namorados). Depois, cobre-se o alho com chocolate e pó de cacau, para dar um gostinho doce.
 
Kop Yush: peixe seco e salgado

Como se não bastassem as extravagâncias que inventam para eles mesmos comerem, os chineses também produzem alimentos exóticos apenas para exportação. Nesse caso, são as crianças da Rússia, e não da China, que apreciam um pacotinho de peixe ressecado e salgado. É vendido mesmo como um salgadinho, algo equivalente, em termos de consumo, à nossa batata chips.
 
Kanniko: caranguejo “caramelizado”

O Japão é um verdadeiro campeão na arte de dar asas às mais esquisitas fantasias culinárias. O kanniko é um bom exemplo disso: trata-se de um pacotão cheio de filhotes de caranguejos embebidos em uma resina especial, que endurece e “enverniza” o bicho. De alguma maneira misteriosa, eles conseguem deixar o lanche doce, adicionando apenas sal e outros condimentos na preparação. O gosto desse crime contra a natureza é algo como um peixe doce, e picante. Um repórter que experimentou a iguaria recomenda que não se compre um desses pacotes sem ter um bom estoque de cerveja gelada, porque é picante mesmo.
 
Hakarl: tubarão fermentado

Eis aqui duas coisas das quais pouco ouvimos falar: tubarão-elefante e Islândia. A população da gelada ilha no atlântico norte tem um gosto todo especial pelo seguinte lanche: captura-se um tubarão-elefante (o segundo maior peixe do mundo, atrás apenas do tubarão-baleia), corta-se em pedacinhos bem pequenos, deixa-se fermentar em um processo todo especial e é posto para secar por 5 meses! Ao final dessa cirurgia, surgem duas “espécies” de lanche. Uma é o Glerhákarl (“tubarão-vidro”), que são cubinhos vermelhos tirados do ventre do tubarão, e são de mascar! A outra é o Skyrhákarl (“tubarão de leite”), com carne branca e macia, tirada do resto do corpo do pobre tubarão.
Fonte: http://hypescience.com/os-10-lanches-mais-esquisitos-do-mundo/

Nenhum comentário: