boobox

quinta-feira, 11 de março de 2010

Corpos "santos" que não se decompoem

Santa Bernardete de Loudes

Santa Bernadete nasceu Bernadette Soubirous, em Lourdes, França. De fevereiro a julho de 1858, ela relatou dezoito anos de aparições de “uma senhora.” Imediatamente as alegações sugeriam que ela via ninguém menos que a Virgem Maria, mãe de Jesus. Apesar do ceticismo inicial da Igreja Católica Romana, estas alegações foram consideradas dignas de fé após uma investigação canônica. Após sua morte, o corpo de Bernadete permaneceu “indeteriorável”, o que fez com que os religiosos comprovassem que os encontros da santa com a Virgem Maria teriam interferido no seu processo de decomposição, o que seria em última instância, uma prova de que era tudo verdade. Desde então, o santuário de Lourdes passou a se tornar um importante local de peregrinação, atraindo milhões de católicos a cada ano.

São João Batista Vianney

Ele morreu em 4 de agosto de 1859 e foi um sacerdote francês da paróquia que se tornou um santo católico e padroeiro dos párocos. Ele é frequentemente referido, mesmo em Inglês, como “Cura d’Ars” (o pároco da aldeia de Ars). Este padre-santo famoso internacionalmente por seu trabalho sacerdotal e pastoral na sua paróquia, devido à transformação espiritual radical da comunidade e seus arredores. Do mesmo modo que Santa Bernardete ele não se decompôs.

Santa Thereza Margareth

Em 19 de março de 1934, o papa Pio XI declarou a Beata Theresa Margareth do Sagrado Coração inscrita no registo de santos. Ela era carmelita na Alemanha, e sua vida era quieta e escondida. Ela faleceu em 7 de março de 1770 com a idade de 22 anos e, mesmo com uma vida curta, ela passou cinco anos no mosteiro carmelita em Florença. Curiosamente, esta santa não realizou nenhum milagre, nem fez qualquer coisa que levasse seu nome ao conhecimento do mundo. Ela apenas passou a vida a viver tranquilamente e em silêncio.
Mas por uma estranha razão, também não se decompôs. E graças a isso foi exibida como relíquia da Igreja.

São Vicente de Paulo

São Vicente de Paulo estudou humanidades e se graduou em teologia em Toulouse. Vicente de Paulo foi ordenado sacerdote em 1600, permanecendo em Toulouse, até que viajou para Marselha afim de espalhar a palavra de Deus. No caminho de volta a partir de Marselha, ele foi capturado por piratas turcos e levado para Tunísia, onde seria vendido como escravo. Após converter o pirata seu algoz no cristianismo, Vicente de Paulo foi libertado em 1607. Vicente voltou à França e serviu como padre numa paróquia perto de Paris e morreu em 1660. Em 13 de agosto de 1729, Vicente foi beatificado pelo Papa Bento XIII, e canonizado por Clemente XII em 16 de junho de 1737. Em 1885 Leão XIII elegeu o santo como patrono para as Irmãs da Caridade “Vicentinas”.

São Silvan

Pouco se sabe sobre este santo. Ele é um mártir católico, o que significa que morreu defendendo a Igreja. È impressionante que este corpo esteja tão bem preservado tendo 1600 anos de idade.

Santa Verônica Giuliani

Santa Verônica Giuliani foi uma mística italiana. Ela nasceu em Mercatello do ducado de Urbino. No batismo foi nomeada Ursula. De acordo com a Enciclopédia Católica, ela apresentava sinais de santidade desde tenra idade. Sua lenda afirma que quando ela tinha apenas um ano e seis meses de idade, já proferiu suas primeiras palavras para censurar um lojista que estava servindo uma medida falsa de óleo, dizendo claramente: “Faça justiça, Deus está te vendo”. Por alguma estranha razão ela também não se decompôs.

Santa Zita

Santa Zita é a padroeira das empregadas domésticas e empregados domésticos. Ela também é conhecida por trabalhar como “são longuinho” para o qual as pessoas também apelaram a fim de ajudar a encontrar chaves perdidas. Santa Zita sempre levantou algumas horas antes do resto da família e empregados para orar.

Dom Bosco

São Dom Bosco, ou Melchiorre Giovanni Bosco, nasceu em 16 de agosto de 1815 e morreu em 31 de janeiro de 1888. Ele foi um sacerdote católico italiano, educador e pedagogo reconhecido, que pôs em prática o dogma da sua religião, empregando métodos de ensino baseado no amor ao invés de punição. Ele colocou suas obras sob a proteção de São Francisco de Sales, assim, seus seguidores se intitulavam da Sociedade Salesiana. Ele é o único santo com o título de “Pai e Mestre da Juventude”. Dom Bosco também misteriosamente não se decompôs.

E esses não são todos. A lista dos santos que não apodreceram é gigantesca, e inclui entre eles a Santa Maria Goretti, São Francisco Xavier, Santa Narcisa, Santa Rita de Cássia, Santa Inês, Santa Clara, Santa Catarina, e vários beatos. Fora estes santos, estão dois papas: Papa Pio IX e Papa João XXIII, que não entraram em decomposição como era esperado.

Durante séculos, a Igreja Católica declarou que os indivíduos da fé pura permaneceriam em um estado de “animação suspensa” após a morte, e graças a isso, seus corpos resistiriam à deterioração na sepultura.

Leia mais: http://www.mundogump.com.br/#ixzz0hsDeKEG9

Nenhum comentário: