boobox

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Cremação é coisa do passado , conheça a Ressomação transformando corpos em adubo líquido


A ordem do momento é combater o aquecimento global a todo custo. Novas ideias surgem aos borbotões, assim como esta alternativa à cremação e ao enterro tradicional: a ressomação, que inclusive poderia aumentar a produção de alimentos para os que ainda vivem. Se é que podemos superar o fator perturbador da liquefação de nossos familiares mortos.
A "ressomação" é o processo de eliminação de cadáveres humanos através da hidrólise alcalina, que é produzida quando o corpo está selado dentro de uma abóbada semelhante a um tubo cheio de água, água sanitária (hipoclorito de sódio) e o vapor aquecido a 300 graus. Três horas mais tarde, alguns fragmentos de osso em pó e 200 litros de líquido é tudo o que resta.
Em essência, a ressomação -desenvolvida pela empresa escocesa Resomation Ltd.- é como o processo natural de decomposição, mas feito de forma rápida. O líquido pode ser vertido de maneira segura nos sistemas de esgoto e inclusive utilizado como fertilizante em plantações e jardins.
Mas diferente da cremação e do enterro tradicional, a hidrólise alcalina não cria produtos químicos tóxicos como a dioxina e o formaldeído que é liberado à atmosfera ou inclusive ao fornecimento de água potável. Também utiliza 80% menos energia que a cremação regular.
Apesar de sua aparente qualidade eco-amigável, é improvável que a ressomação se converta em uma forma comum para fazer frente aos restos humanos a curto prazo. Parece pouco provável que as pessoas aceitem verter o que resta de um ser querido no vaso ou o consumir alimentos que tenham sido aspergidos com sumo de cadáver.
Mas devido à luta dos líderes mundiais para fazer frente ao imenso espectro do aquecimento global, soluções como a ressomação podem chegar a ser aceitáveis.
Fonte:mdig

Nenhum comentário: