boobox

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

História do garoto lagosta

Grady Franklin Stiles Jr, que nasceu em Pittsburgh no dia 18 de julho de 1937, foi outro destes artistas de espetáculos bizarros muito comuns em meados do século passado. Ele tinha uma grave doença congênita conhecida como Síndrome de Claw ou ectrodactilia, uma doença rara na qual os dedos do meio vão se atrofiando na medida que a criança cresce, formando uma espécie de garra. Por isso ficou conhecido na infância como menino-lagosta.
A família de Grady teve uma longa história de ectrodactilia, ele foi o sexto em uma linhagem que começou com o nascimento de William Stiles em 1805. O pai de Grady também era uma atração de espetáculos bizarros quando ele nasceu.

Ele se casou duas vezes e teve quatro filhos. Dois deles nasceram com a mesma doença e passaram a viajar com ele para apresentação em circos como a Família Lagosta. Grady não era necessariamente conhecido pela sua boa índole, ao contrário, era um alcoólatra, mau caráter, abusador da família. Como não podia andar, aprendeu a usar as mãos e os braços para locomoção e, como resultado, ficou extremamente forte que combinado ao seu destempero resultou em sofrimento e agrúria familiar. Frequentemente usava de violência para amedrontar e bater na esposa e nos filhos.Quando sua filha mais velha, Donna, resolveu se casar em 1978 com um rapaz da cidade, Grady que não aprovava a idéia, uma noite antes do casamento, pegou uma espingarda e descarregou no noivo a sangue frio. Levado a julgamento, confessou o crime e disse que faria novamente se precisasse.
Devido a sua deficiência, foi condenado a 15 anos de uma sentença conhecida nos EUA como "probation", algo como uma prisão domiciliar já que as acomodações penitenciarias oferecidas pelo Estado eram inaptas para as necessidades especiais do acusado.Grady deixou de beber depois disso, e durante um certo período entrou numa fase "paz e amor" do tipo bonzinho, inclusive recasou-se com sua primeira esposa, Maria. Porém, logo voltou a beber novamente e a família fez diversas queixas policiais dizendo que ele estava pior do que nunca.
Dado que o marido era preso e solto no mesmo dia, em 1892 Maria e seu filho contrataram Chris Wyant, um outro artista do circo dos horrores, para matá-lo. Wyant matou Grady com três tiros na cabeça no dia 29 de novembro de 1892. Todos os três foram julgados e condenados a pequenas sentenças. Em sua defesa, Maria Stiles disse para o juiz:- "Meu marido ia matar minha família. Eu sinto muito que tudo isto tenha acontecido, falando do fundo de meu coração, mas minha família agora está finalmente segura".
Fonte: mdig

Nenhum comentário: