boobox

sábado, 22 de agosto de 2009

Limites do corpo humano

A questão é saber qual é o seu limite. Usain Bolt, por exemplo, consegue inexplicavelmente, ser cada vez mais rápido. No último domingo, no Mundial de Atletismo, ele conseguiu baixar ainda mais o seu próprio recorde, que era de 9.69 segundos, para 9,58 segundos.
A pergunta inevitável é: existe um limite para o desempenho humano? Quando se trata de corridas, a resposta deve ser clara: “sim”.
Sem rodeios, nenhum ser humano jamais correrá 100 metros em cinco segundos, ou uma maratona em 90 minutos - exceto em algum caso de modificação genética extrema.
O jornal britânico Daily Mail afirma que existem várias razões pelas quais os atletas ficam cada vez mais rápidos e fortes. O principal responsável é o equipamento que eles utilizam. Os calçados usados pelos velocistas de hoje, por exemplo, são feitos sob medida, respeitando seus pesos e projetados virtualmente.
Um outro fator preponderante é o genético. Embora alguns comentaristas esportivos não falem sobre isso, não há absolutamente nenhuma dúvida de que o fator étnico é muito importante no mundo do atletismo.
Curiosamente, nenhum homem branco jamais correu 100 metros em menos de 10 segundos. Durante quase meio século, todas as marcas nos 100 e 200 metros do atletismo foram registradas por negros. O último velocista branco a ganhar ouro nos Jogos Olimpicos foi o britânico Alan Waells, em Moscou, 1980.
Segundo a publicação do jornal britânico, as pessoas nascidas na Etiópia e Quênia são muitas vezes altas e magras e com uma grande capacidade pulmonar. Portanto, não é de todo surpreendente que eles produzam tão grande quantidade de corredores de longa distância.
Há outra razão que faz as pessoas cada vez mais rápidas: o crescimento da população humana. Simplesmente, com mais e mais pessoas nascendo, as chances de um recorde ser quebrado aumentam a cada dia.
A matéria termina afirmando que ninguém jamais correrá tão rápido quando um guepardo ou mergulhará tão profundo quanto uma baleia, mas as conquistas dos nossos atletas de elite vão continuar a surpreender o mundo. Entretanto, mais cedo ou mais tarde, os recordes levarão mais tempo para serem batidos.
Quanto a Usain Bolt, provavelmente ele continuará superando a si próprio por muito tempo.
Fonte: http://colunistas.ig.com.br/obutecodanet/2009/08/20/voce-tambem-quer-ser-o-homem-mais-rapido-do-mundo-e-bom-saber-se-tera-chances/#more-42135

Nenhum comentário: