boobox

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Filhos desnaturados

1 - O xeique Issa Bin Zayed Al Nayhan:
É o filho do ex presidente dos Emirados Árabes Unidos, governado atualmente por seu irmão Jalifa. Um vídeo da rede de TV estadounidense ABC mostra Zayed Ao Nayhan torturando um comerciante afegão que supostamente lhe enganou. No vídeo ele dispara uma arma automática ao redor do homem, enche sua boca de areia, sodomiza-o com uma picana elétrica -um bastão que serve para facilitar o manejo do gado mediante choque-, põe fogo e joga sal sobre as feridas em carne viva.

2 - Kim Jong Nam:
É o filho mais velho, 38 anos, do "querido" líder da Coréia do Norte, Kim Jong Il. O gordinho estava destinado a suceder-lhe, mas caiu em desgraça depois de ser detido no aeroporto de Tóquio com uma identidade falsa quando tinha a intenção de viajar a Disneylândia. Toda uma humilhação familiar.

3 - Anibal Gaddafi:
É o filho de Muammar al Gaddafi, o máximo dirigente de Líbia desde 1969. Em seu histórico de noites conflitivas figura uma em que foi detido por policiais de trânsito em Paris por conduzir seu Porsche pela Champs-Élysées a mais de 140 quilômetros por hora, na contra-mão e bêbado.

4 - Hu Haifeng:
Filho de 38 anos do presidente chinês, Hu Jintao, e presidente da companhia de escáneres industriais Nuctech. Seu nome está vinculado a um escândalo de corrupção na Namíbia onde a Promotoria acusou a empresa de subornar servidores públicos com a finalidade de obter um contrato para fornecer escáneres aos aeroportos e aduanas do país.

5 - Mark Thatcher:
O filho de 56 anos da ex primeira ministra britânica Margaret Thatcher foi detido em 2004 na África do Sul por financiar uma tentativa de golpe de estado na rica em petróleo Guiné Equatorial.

Bônus - Fábio Luís Lula da Silva:
Na contra mão dos piores filhos de mandatários encontramos Lulinha, um ex estagiário do Zoológico de São Paulo que inesperadamente tornou-se sócio de uma gigante da telefonia sem tirar um único real do bolso. Um caso de sucesso instantâneo jamais visto na história deste país. O pai, orgulhoso, ri e elogia: - "Este menino vai longe."
Fonte: mdig

Nenhum comentário: