boobox

terça-feira, 2 de junho de 2009

Funcionários da Canon são proibidos de sentar e andar em passo normal


Você até pode achar que o seu trabalho é uma droga, mas pelo menos o seu patrão não foi insano o suficiente para remover todas as cadeiras e instalar um sistema de segurança que soa um alarme se você não anda rápido o suficiente.
O presidente da Canon Electronics, Hisashi Sakamaki, é também o autor de um livro que propõe algumas destas mesmas medidas que ele aplica na sua empresa. A teoria dele é que, ao forçar os funcionários a ficarem de pé não só economiza dinheiro como também aumenta a produtividade e melhora as relações entre os funcionários.
No meio do corredor, se um funcionário andar a menos de 5 metros a cada 3,6 segundos (ou seja, 5 km/h), um alarme e luzes são disparados, lembrando o pobre funcionário assustado que ele é um gasto ineficiente de ar. E te mais: há um aviso no piso destes corredores que diz: "Vamos correr; se não corrermos, a empresa e o mundo perecerão". O grande chefe, como recompensa por pensar em todas estas mirabolantes medidas, tem o direito de sentar em uma bela cadeira relaxante.

Fonte: gizmodo

Um comentário:

join disse...

ainda bem q essa moda no vai pegar por aqui .....