boobox

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Video de sexo salva homem da prisão

Não é sempre que ser um tarado e filmar suas relação te salva de uma fria, como ocorreu neste caso.
Um empresário, acusado de estupro por uma estudante, foi liberado com ficha limpa, após mostrar um vídeo de sexo que fez enquanto transava com a moça. Como, nas cenas, ela mostrava-se ativa na relação e não tentou repelir o homem, muito pelo contrário, ele foi absolvido.
Gary Taylor, de 41 anos, foi acusado pela moça, de 27 anos (ela não pode ser identificada por razões legais), de estupro – após ter aparecido em sua casa com uma garrafa de vinho e um pouco de cocaína.
A mulher o acusou de fazê-la participar de jogos eróticos e de, depois, tê-la estuprado.
No entanto, durante o julgamento, ela foi apresentada ao filme que Taylor fez do encontro e que o inocentava. O juiz Christopher Moss não permitiu que essa parte da audiência fosse liberada ao público e avisou: “o vídeo que estamos para ver é de extremo mau gosto”.
Após ser acusada de parecer muito “confortável” na presença de Taylor, a mulher disse que não estava feliz nas cenas e muito menos participando ativamente. “Ele queria que parecêssemos íntimos. Pensou que ele podia me forçar a isso” a ‘vítima’ tentou se justificar.
O encontro teria ocorrido no dia 26 de dezembro de 2008. A polícia de Old Bailey, no norte de Londres, foi chamada pela manhã, depois de uma denúncia de que havia uma perturbação no flat da vítima. Assim que os policiais chegaram, a mulher acusou Taylor de estupro e ele foi preso no local.
Taylor já respondeu a processos por quatro acusações de estupro – e saiu livre de todos.
Fonte: http://hypescience.com/video-de-sexo-caseiro-celular/

Um comentário: