boobox

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Abaixo assinado tenta tirar tarado por animais mortos da cadeia

Bryan Hathaway é um rapaz de 21 anos, residente em Wisconsin, que se meteu em uma enrascada 3 anos atrás. O doido é entusiasta à necrofília e à zoofília e, pelo visto, as leis locais não veem com bons olhos a prática combinada destas manias.
Resulta que o rapaz, enquanto passeava com sua bike, encontrou um veadinho morto e não resistiu a tentação de dar "uma picotada" no animalzinho. Bryan foi surpreendido por um policial, bem no momento que estava ali no "bem-bom", e preso; com o agravante de ser reincidente; ele já havia sido condenado a dois anos de prisão em 2005 por matar um cavalo e "nhanhar" o animal antes de deixar o sangue do bicho esfriar.
É justo prender Bryan por realizar estas práticas? Há gente que pensa que não, inclusive há um site na Internet para recolher assinaturas solicitando sua libertação. Free Bryan Hathaway!Realmente dá um pouco de, como diria, medo ler alguns dos comentários das pessoas que pedem liberdade para Bryan; traduzo algumas opiniões do original:
Se é possível matar um animal, pelá-lo e cozinhar pelo prazer de comer porquê não se pode matar um animal pelo prazer de ter sexo com ele?
Hoje, não a animais; amanhã, não a meninos!(podre);
Acabaram-se os dias de perseguição, os dias do medo ao sexo com animais mortos. A idade da necro-bestialidade chegou;
Que mal há em um pouquinho de necro-bestialidade?e Quem somos nós para julgar?
O que virá em seguida? Proibir o uso de Kleenex para a masturbação?
Prefiro os esquilos;
Frangos congelados é o que há!
Vivo feliz com meus 3 hamsters nos últimos 7 anos, será que estou fazendo algo ilegal?
Fonte: mdig

2 comentários:

join disse...

esse povo é louco ....
malditos zoofilos .....

Nirtake disse...

tem gosto pra tudo.