boobox

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

História de Ema Ray

Uma mulher inglesa acordou do coma com um beijo de seu marido. A bela adormecida do século XXI é Emma Ray, uma jovem mãe de família, que se tornou famosa por ter acordado de um estado de coma profundo com um só beijo.
Há dois anos, Emma Ray deu a luz a seu segundo filho Alexander, por cesárea. Dez dias depois sofreu um ataque cardíaco e ficou em estado de coma. Os médicos advertiram seu marido Andrew que não podiam fazer mais nada e que ela poderia recuperar a consciência em qualquer momento ou icar naquele estado vegetativo pelo resto da vida.Andrew não se deixou abater. Todos os dias acompanhava a esposa no hospital. Levava gravações do choro do recém nascido e daa voz de sua filha maior gritando:- " Acorda mamãe...acorda".Colocava as canções que costumavam ouvir juntos, falava com carinho enquanto acariciava suas mãos e a todo dia renovava seu amor confessando lhe baixinho nos ouvidos o quanto a amava e rogava para que acordasse.Emma permanecia imóvel e em silêncio. Mas eis que ocorreu algo que todos chamam de "um milagre": Andrew, um profissional em tecnologia informática, inclinou-se para falar ao ouvido da esposa como sempre fazia e fez um amoroso pedido:- "Emma, se você pode me escutar querida, me dê um beijo por favor".A mulher virou ligeiramente a cabeça e beijou o marido. Andrew sentiu seu coração pulando "fora do peito" e os médicos contemplaram a cena com assombro.Desde aquele dia, Emma começou a recuperar e perder a consciência com freqüência. Seu cérebro tinha sofrido danos pela falta de oxigênio. Junto a seu marido começou um intenso caminho de reabilitação e o casal converteu-se em um modelo para os habitantes do local onde moram, Shropshire.Diferente dos contos de fada, o final não é tão feliz como o esperado; há dois anos do ocorrido, Emma padece de perda de memória em curto prazo, precisa de ajuda para caminhar e alguém que vele por ela a todo momento. Sua recuperação exige constância e muitos sacrifícios. No entanto, para sua família não há maior alegria de que tê-la com com eles.- "Aprendi a me apaixonar por minha esposa todo o dia, uma e outra vez. Mas isto é o que qualquer marido ou esposa faria. Ela é a mãe de meus filhos e a mulher que escolhi para viver e respeitar, e isso é a única coisa que importa", afirma Andrew.
Fonte: http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=5033

Nenhum comentário: