boobox

sábado, 17 de janeiro de 2009

Jack o estripador , pode ter sido mulher


ondres fatura até hoje com o Jack. O famoso serial killer, que mutilou pelo menos cinco mulheres nos idos de 1888, virou desde excursão a pé no East End até cenário no museu de cera Madame Tussaud. Mas um cientista australiano do tipo CSI, Ian Findlay, afirmou ter captado o DNA do criminoso em restos de saliva (usada para colar o selo e fechar o envelope) de cartas supostamente enviadas por Jack à Scotland Yard. E… surpresa! Jack era Mary. Ou, como Findlay disse, mais cauteloso, Jack pode ter sido Mary. Findlay alega ter desenvolvido uma técnica que permite extrair o DNA de uma única célula de até 160 anos, quando a técnica convencional requer um mínimo de 200 células para conseguir o feito. Vejam a notícia, publicada no jornal britânico The Independent
Fonte: supergunta

Nenhum comentário: