boobox

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Materiais com propriedades estranhas


Alumínio transparente
Os barcos, os edifícios e as naves espaciais, por assim dizer, não podem ser transparentes. Mas se na sua construção fossem usados o alumínio transparente a realidade poderia ser outra. O alumínio transparente é um material cerâmico formado por diminutos cristais que lhe dão o aspecto de um vidro mas com três vezes mais que a resistência do aço. Até bem poucos anos atrás este material era sonho da ficção científica (Jornada nas Estrelas 4) e hoje já é uma realidade e é conhecido como ALONTM.

Espuma metálica
A espuma metálica é um material produzido pela mistura de aluminio e certos gases. O resultado é uma espécie de esponja metálica tão resistente que se projetada para uso na construção de uma colônia espacial ainda assim irá flutuar na água.

Plasma
É considerado o quarto estado da matéria, após o líquido, o sólido e o gasoso, um estado que adquire certos elementos ao estar "super-magnetizado". Há diferentes tipos de plasma, entre eles o encontrado em tormentas elétricas e nas auroras, dentro dos aceleradores de partículas e reatores de fusão, nos televisores homônimos e tubos fluorescentes, no Sol e toda classe de fenômenos cósmicos como as nebulosas. Geralmente são formados por íons e elétrons livres que não podem ser combinados entre si devido a sua alta temperatura, comportando-se como uma espécie de nuvem de gás elétrico.

Diamante
Costumamos pensar no diamante como algo caro, mas a verdade está bem além disso. É um dos materiais mais resistentes e é muito leve, sua condução de calor é quase perfeita e seu ponto de ebulição é o mais alto dentre todos os materiais do planeta. E ao contrário dos que muito pensam, não é só usado para fazer alianças e jóias; é o elemento ideal na construção de engrenagens e peças móveis de motores que exigem altíssimos rendimentos, como os dos aviões de combate.

Metamateriais
Chamam-se assim a todos os materiais que devem suas propriedades físicas não a sua composição química senão ao desenho de sua estrutura. Sua maior exploração é na área óptica, porque possuem índices de refração negativos, ou seja, não curvam a luz e as ondas eletromagnéticas de forma predizível: a onda propaga-se no sentido inverso ao que a energia incide sobre eles; é muito raro. Este fenômeno torna possível usá-los para construir lentes de aumento tão potentes e livres de distorção que podem amplificar a nível visível o campo magnético de um objeto. Também são usados para fazer alinhamento do raio laser na construção de hologramas de alta resolução, e ademais começam a utilizá-lo para a fabricação de mantos de invisibilidade. Também, alguns metamateriais, possuem índices de refração negativa de ondas sonoras que futuramente poderão ser aplicados em tecnologias de anti-som.

Ferro-fluído
Diferentemente dos fluídos não-newtonianos que são elementos instáveis entre os sólidos e os líquidos e que adotam o comportamento de um ou de outro segundo como são manipulados. Os ferro-fluidos, ao contrário, são metais líquidos e frios que mudam de forma de acordo às ondas eletromagnéticas presentes no ambiente, e criam caprichosas figuras como você pode ver neste post.

Nanotubos de carbono
As novas estrelas da ficção científica e dos cientistas que sonham com um elevador que nos leve ao espaço. Os nanotubos são moléculas com forma de cilindro, corpo geométrico que lhes garante ser a microestructura mais resistente do mundo, 300 vezes mais que o aço. Ademais, por sua peculiar forma, os nanotubos podem conduzir por seu interior fluxos de outros átomos ou de elétrons.
Aerogel
É conhecida como a "fumaça sólida". Trata-se em realidade da ovelha negra dos sólidos, um sólido transparente tão leve como o ar mas que suporta mais de mil vezes seu próprio peso e resiste a 1.300 ºC.
Fonte: mdig

Nenhum comentário: