boobox

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Aos 80 anos, stripper americana não pensa em parar

Tempest Storm tem mais de 50 anos de carreira, exatos 80 de idade, e garante que está longe de se aposentar da profissão.
Ela espalha o blush laranja pelo rosto enquanto explica o quanto tem sido menosprezada. Ela é uma artista, uma estrela. Ela é superior. "Eu não subo lá e tiro minhas roupas apenas", diz.
De fato, a stripper se despe bem devagar. Mais de 50 anos atrás, ela foi apelidada de "a garota com a melhor frente" e classificada por muitos homens famosos como "os melhores suportes de Hollywood".
Desde então, Tempest viu a arte que a fez tão famosa quase se extinguir. Suas contemporâneas - Blaze Starr, Bettie Page, Lili St. Cyr - morreram ou se aposentaram. Mas ela não. Tempest ainda se apresenta em Las Vegas, Reno, Palm Spings, Miami e Carnegie Hall.
Suas apresentações são como uma cápsula do tempo. Ela não sabe nada sobre postes. Ela nunca colocaria seu bumbum no rosto de um homem. Seus adereços são botas e, ocasionalmente, divãs. Toda a apresentação dura quatro atos, necessários para tirar tudo. Para fazer com classe.
Mas os produtores do show desta noite são jovens e querem que ela seja mais rápida. Ela tem apenas 7 minutos para tirar toda a roupa. "Eu fazia em 7 minutos quando comecei", diz.
No ano passado, os produtores fizeram uma confusão com a stripper. Eles até cortaram a música antes de acabar a apresentação. "Talvez não aja uma próxima apresentação", diz Tempest. Mas a ameaça dura apenas alguns minutos. "Não, não. Eu não estou pronta para aposentar a minha calcinha fio-dental. Eu tenho muitos fãs e não posso desapontá-los".
Fugindo da pobreza e dos abusos"Esta fase salvou minha vida", diz Tempest pouco antes de sua apresentação. Lillian Hunt, coreógrafa do Teatro Follies, de Los Angeles, onde a stripper se tornou uma estrela, explica que ela precisa de espaço para se mover.
Na época, ela era Annie Blanche Banks. A filha de fazendeiros de 22 anos que fugiu de abuso sexual, dois casamentos sem amor e pobreza na pequena cidade da Georgia, diz Lillian. Ela trabalhava como garçonete, mas queria ser uma dançarina, embora primeiro precisasse arrumar seus dentes.
"Você acha que meu busto é grande demais para esse negócio?", perguntou Tempest para Lillian, que a colocou na linha do coral, disse para ela não engordar 1 kg e chamou um dentista.
De acordo com Tempest, ela não ficou muito tempo no fundo e arrumou um novo nome. "Eu realmente não me sentia como um 'Dia Ensolarado'", disse em referência ao seu nome que pode ser traduzido como "Tempestade Tormenta", em tradução livre. Rapidamente ela foi para os holofotes. Antes e agora, ela floresceu ao som de assobios e palmas.
Olhando para a mulher de 80 anos com meia-calça arrastão, um brilhante sutiã que imita diamantes e um fio-dental, uma jovem mulher vira para um rapaz e declara: "quero estar assim quando tiver a idade dela".
AP

Nenhum comentário: